Menstruação desregulada, irregular, pouca, prolongada ou adiantada




Nem todas as mulheres possuem um ciclo menstrual funcionando como um relógio, para muitas, a menstruação desregulada faz parte da vida, por isso, elas já estão acostumadas a lidar com essa bagunça todos os meses.

No entanto, aquelas mulheres que possuem um ciclo harmonioso e derrepente se depara com uma menstruação desregulada já é motivo para preocupação.

O que poucas mulheres sabem é que o responsável por controlar os ciclos menstruais é o cérebro, pois é ele que comanda os ovários, que por sua vez, responde produzindo os hormônios que agem no útero. OU seja, cérebro, ovários e útero devem trabalhar de forma harmoniosa para que a menstruação seja regulada todos os meses.

Além disso, não podemos descartar os problemas de saúde que podem estar por trás da menstruação desregulada. Continue lendo.

Tipos de menstruação desregulada

Muitas mulheres tem menstruação desregulada, entretanto, é muito importante que a mulher adote hábitos para registrar seus ciclos, desse modo, é possível identificar quais as causas.

Os principais tipos de menstruação desregulada são:

  • Metrorragia – Sangramentos fora do período menstrual;
  • Oligomenorréia – Tempo espaçado entre uma menstruação e outra que pode ultrapassar 35 dias. Geralmente, jovens e atletas de alta performance sofrem com esse problema;
  • Hipermenorragia – Menstruação longa e com bastante quantidade de sangue;
  • Menorragia – Aumento de fluxo menstrual aliado a intervalos normais;
  • Amenorréia – Quando a mulher fica sem menstruar em um espaço maior de 3 meses;

Menstruação desregulada – Fluxo muito intenso

 



Essa condição é chamada de “menorragia“, é quando a mulher possui um fluxo menstrual muito intenso dentro do período normal do ciclo. Essa é uma queixas femininas, uma vez que é um grande incomodo para as mulheres que sofrem com sintomas de inchaço, cólicas, fadiga e muitas dores no corpo.

É importante buscar ajuda médica se a mulher percebeu um aumento repentino no fluxo menstrual, especialmente se há coágulos associados ou se é preciso trocar o absorvente mais frequentemente.

Além disso, é preciso monitorar essa condição, pois a perda de sangue excessiva pode limitar as atividades diárias e também causar anemia.

Um médico deve ser consultado para avaliar se a mulher tem algum problema que pode ser: Miomas, hipertireoidismo e feridas no colo do útero. Além disso, a obesidade também pode ser um agravante para alterações repentinas no ciclo menstrual.

Menstruação Longa e com bastante quantidade

menstruação desregulada

 

Outra forma de menstruação desregulada é a ” hipermenorragia“, caracterizada como um fluxo intenso e longo. As causas dessa desordem podem ser algum problema no revestimento do endométrio, coagulação anormal do sangue e distúrbios hormonais.

A perda de sangue excessiva pode acarretar algumas complicações de saúde como a anemia, por isso, é muito importante que a mulher busque orientação médica assim que perceber esse fluxo intenso.

Uma menstruação normal deve ficar entre 3 a 8 dias, a perda de sangue nesse período é de 50 a 80 ml. Caso, o período seja prolongado e quantidade de sangue for maior é essencial corrigir as causas.

Menstruação adiantada

Menstruação adiantada

É considerada uma menstruação adiantada aquela que acontece em um período inferior a 21 dias depois da última menstruação.

Nesse caso, existem muitos fatores físicos e psicológicos que podem originar esse tipo de menstruação desregulada que podem ser: Estresse, variações hormonais, pílula do dia seguinte e alterações de peso repentino (perda ou ganho).

A menstruação adiantada não representa gravidade, caso isso acontece esporadicamente. No entanto, se é uma condição frequente pode indicar endometriose e doenças sexualmente transmissíveis.

Caso, a menstruação adiantada se repetir por mais de um ciclo, é importante buscar orientação médica.

Menstruação desregulada com sangramentos fora do período

Menstruação desregulada com sangramentos fora do período

Os sangramentos fora do período menstrual são chamados de “metrorragia” e podem indicar inúmeros problemas de saúde que deve ser investigados, como: Distúrbios na coagulação sanguínea, hipotireoidismo, câncer de ovário, câncer do colo de útero, alterações hormonais e inflamações.

Geralmente, esse problema abrange adolescentes e mulheres que estão na faixa etária da menopausa.

É essencial averiguar as causas, pois a perda excessiva de sangue pode causar cólicas, falta de ar, desmaios, dores de cabeça e até convulsões.

Essa tipo de menstruação desregulada tem tratamento, por isso, é essencial buscar ajuda médica assim que perceber os primeiros sangramentos fora do período.

É essencial lembrar que algumas mulheres que tomam pílulas contraceptivas podem ter escapes considerados normais dentro de um período de tempo. No entanto, se isso ocorrer com frequência, informe ao seu médico, pois nesse caso, pode ser quantidade hormonal insuficiente ou outras questões de saúde que devem ser investigadas com mais rigor.

Menstruação com frequência anormal

Menstruação com frequência anormal

Nem sempre a menstruação atrasada pode ser gravidez, existe uma condição de menstruação desregulada que se chama ” Oligomenorréia“, é quando os ciclos menstruais são espaçados e podem ultrapassar a 35 dias dando a impressão que está ” atrasada”.

Essa desordem no ciclo menstrual é rara e acontece mais em atletas de alta performance como nadadoras, jogadoras de vôlei, atletismo e competidoras de todas as esferas esportistas.

Além disso, jovens em seu primeiro ano menstrual também podem ser acometidas por esse tipo de menstruação desregulada até que o organismo organize as funções hormonais.

Outros fatores como fadiga, estresse, ansiedade, cisto nos ovários, uso de pílula do dia seguinte e pós gravidez podem estar por traz da menstruação com frequência anormal.

É importante buscar um médico para descartar problemas de saúde e avaliar um tratamento, se necessário.

Menstruação desregulada e ausente

Um ciclo menstrual totalmente desregulado e ausente por um período de 3 meses ou mais é chamado de ” amenorréia“. É uma condição que pode afetar mulheres de todas as idades, por isso, esse tipo de menstruação desregulada é qualificada de primária ou secundária.

Amenorréia primária é quando a jovem chega aos 16 anos e ainda não iniciou o ciclo menstrual, enquanto que a secundária, pode afetar uma mulher saudável com ciclos regulares.

As causas da menstruação ausente na amenorréia primária podem ser falhas no sistema reprodutor feminino, questões hormonais e a espessura do hímen que fica na entrada vaginal que pode ser espesso demais e dificulta a saída do sangue.

No entanto, quando a causa é a amenorréia secundária que acontece com mulheres de ciclo normal, o motivo pode ser distúrbios alimentares, perda de peso excessiva em um curto espaço de tempo, estresse, obesidade, ansiedade, problemas hormonais, falha dos ovários e até mesmo uma gravidez desconhecida.

A suspensão do sangramento deve ser avaliada por um médico, onde serão feitos todos os exames para descobrir as causas e tratar, pois esse problema pode comprometer seriamente a fertilidade feminina.

Em resumo, diante da menstruação desregulada, a mulher precisa buscar orientação médica e ficar atenta ao seu ciclo, afinal, ele acontece todos os meses. O autoconhecimento pode detectar problemas de saúde precocemente, desse modo, fica muito mais fácil buscar um tratamento confiável e que traga bons resultados.



 

Descubra mais sobre os Ciclos Menstruais: